PLANO MOBILIDADE URBANA

Aconteceu nesta quarta-feira, dia 22 de julho, mais uma reunião sobre o Plano de Mobilidade Urbana que está sendo elaborado para implantação em Itumbiara. Representantes de setores da Prefeitura como Secretaria de Obras, AMMAI, Habitação, Planejamento e SMT, marcaram presença.

O assunto principal, desta vez, foi a gestão pública e as políticas urbanas municipais para execução do Plano de Mobilidade.
Planejamento, revisão dos planos e programas municipais, propostas, estratégias e incentivos aos transportes ativos (a pé e bicicleta), estacionamento público, transporte coletivo e um trânsito mais seguro. O objetivo da conversa foi esclarecer e entender a gestão integrada e democrática da mobilidade urbana e elencar propostas.

Entre as sugestões apresentadas, está a possibilidade de a Prefeitura conseguir levar e oferecer serviços públicos para os bairros e incentivar o setor privado a fazer o mesmo, com lojas e bancos. A ideia é fortalecer as regiões mais afastadas e consequentemente tirar a concentração do centro da cidade, onde estão a maioria dos serviços atualmente, resolvendo problemas como tráfego de veículos lento, tempo de viagem, falta de estacionamento e etc.

Para a elaboração do Plano de Mobilidade Urbana foi contratada uma empresa que está encarregada de fazer estudos detalhados na cidade, a m.urb Engenharia, que já realizou audiências públicas para ouvir os anseios da população, com críticas e sugestões. Todo o trabalho está sendo acompanhado por um engenheiro de trânsito e também por outros profissionais capacitados.

O estudo é amplo e inclui otimização do transporte coletivo, pontos críticos e gargalos no trânsito, intervenções para evitar atritos no trânsito, pensando também nas pessoas com mobilidade reduzida, entre outros. O Plano avalia as condições atuais e indica alternativas para os próximos anos, considerando o crescimento do município.

Outros encontros vão acontecer até o momento de entregar a versão definitiva do Plano de Mobilidade pra Itumbiara. De acordo com o Engenheiro de trânsito, Taiman Moreno Gois, ações de conscientização e fiscalização, e a parceria entre Prefeitura, empresários, lojistas e comunidade podem facilitar a implementação das propostas levantadas. “Alguns projetos a serem apresentados nos próximos encontros podem ser executados em curto prazo e a um custo baixo para o município”.