TESTAGEM DE LEISHMANIOSE EM CÃES DE SANTA ROSA DO MEIA PONTE

Nesta terça-feira(30/06) uma equipe da UVZ – Unidade de Vigilância de Zoonoses realizou a testagem de leishmaniose canina em 20% dos animais do Distrito de Santa Rosa do Meia Ponte.

O objetivo é investigar e monitorar, através de testes sorológicos, a presença de cães portadores de leishmaniose visceral. O diagnóstico é confirmado por análises laboratoriais que detectam a presença do parasita.

A leishmaniose visceral é causada por um protozoário e transmitida por mosquitos conhecidos como flebotomineos. Em muitos casos a doença é assintomática e por isso não diagnosticada, colocando em risco as pessoas que têm contato com o animal doente.

O risco de transmissão do cão para o ser humano é pequeno e quando é transmitido a percentagem de cura é superior a 95%. Mas a diretora da UVZ, Fernanda Camargo, afirma que a zoonose precisa de atenção pelo risco de evolução para óbito e o estado de Goiás tem apresentado muitos casos em animais, tanto na capital como no interior.

A prevenção consiste em impedir a picada do mosquito com aplicação de insecticida na forma de coleira ou pulverização e rastreios regulares, e evitando a proliferação do mosquito que se reproduz em solo úmido com matéria orgânica (restos de comida) principalmente com fezes de galinhas.